Melhor Leitora do Mundo

No âmbito do concurso “Melhores leitores do Mundo” da Rede de Bibliotecas Escolares, a aluna Viktoriia Ondar do 6ºE foi a vencedora na Escola Básica e Secundária da Cidadela.

A Viktoriia foi a aluna que mais livros requisitou na Biblioteca Escolar para leitura domiciliária.

PARABÉNS!!

Ilustrações em exposição na Biblioteca Escolar

Ilustrações baseadas na obra “A Saga” de Sophia de Mello BreynnerAndresen elaboradas pelos alunos das turmas C, D, e E do 8ºano.

Foi lançado o desafio, no âmbito das disciplinas de Educação Visual e Português, de representarem o que cada um considerasse mais marcante na obra, através de uma metáfora visual onde deveria estar presente um barco de papel, como símbolo da fragilidade dos sonhos.

5 de maio – Dia Mundial da Língua Portuguesa

A data de 5 de Maio foi oficialmente estabelecida em 2009 pela Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) – uma organização intergovernamental, parceira oficial da UNESCO desde 2000, que reúne os povos que têm a língua portuguesa como um dos fundamentos da sua identidade específica – para celebrar a língua portuguesa e as culturas lusófonas. Em 2019, a 40ª sessão da Conferência Geral da UNESCO decidiu proclamar o dia 5 de Maio de cada ano como “Dia Mundial da Língua Portuguesa”.

A língua portuguesa é não só uma das línguas mais difundidas no mundo, com mais de 265 milhões de falantes espalhados por todos os continentes, como é também a língua mais falada no hemisfério sul.

Conversa com Isabel Nery

Isabel Nery é jornalista, ensaísta e investigadora em Jornalismo Literário. Autora de várias obras, como “As Prisioneiras” e “Chorei de Véspera”, ambas adaptados para curtas-metragens. É também autora de “Sophia”, a primeira biografia da escritora Sophia de Mello Breyner Andresen.

 O seu trabalho foi já distinguido com vários prémios, entre eles o “Prémio Mulher Reportagem Maria Lamas”, o “Prémio Jornalismo pela Tolerância”, o “Prémio Paridade Mulheres e Homens na Comunicação Social”, e o “Prémio Jornalismo e Integração”, da UNESCO.